Ikebana! A arte de vivificar a flor.

arranjo hanadomê ikebana vivificar

Ikebana é a arte de montar arranjos de flores, com base em regras e simbolismo preestabelecidos. Ikebana é um termo em japonês que significa flores vivas.

O ikebana teve origem na Índia, onde os religiosos faziam grandes decorações para o altar de Buda, porém foram os japoneses que tornaram a prática conhecida, e estenderam-na até o Ocidente. O ikebana é sempre composto por todos os tipos de plantas, como caules, folhas, flores, ramos, e segundo os japoneses simbolizam o céu, a terra e a humanidade.

O significado principal é de ser uma oferenda, um ato para agradar religiões, mas também é praticado por pessoas de origem nobre. Existem diversos estilos de ikebana, o Brasil possui até uma Associação, onde os praticantes possuem toda uma tradição espiritual, uma concentração para aproveitar e apreciar a natureza.

Como fazer um Ikebana:

Material

  • 1 vaso de Ikebana
  • 1 Kenzan (anel de metal que prende as flores no lugar)
  • Água
  • Flores
  • ramos e caules
  • Tesoura
Ikebana

Como escolher os galhos:

ikebana material

Ao escolher os seus materiais de Ikebana, tenha em mente que deve ser bastante simples. Procure ramos ou galhos longos, basicamente, em linha reta, fina, sem muitas folhas ou brotos. O primeiro ramo (sol) (primário), é o maior, geralmente o dobro e mais metade do tamanho do recipiente. Seu ramos secundários - lua  deve ter 2/3 do tamanho do primário e terra -  deve ter metade do tamanho do primário.

Como montar

Passo 1 Coloque o seu vaso de ikebana na sua mesa de trabalho.

Passo 2

hanadomê

Coloque o kenzan dentro do vaso. Pode se chamar também de "Hanadomê", é onde as flores serão fixadas.

 Vendas de Kenzan no site. Clique aqui!

Passo 3 Prenda o ramo principal no Kenzan, representa o sol. Posicione-o em um ângulo de 11:00 (faça que ele fique ligeiramente inclinado em direção ao ombro esquerdo). 
Passo 4 Prenda o ramo secundário no kenzan, ele representa a lua. Coloque-o ligeiramente na frente do outro num ângulo de 40 a 45 graus, na direção do ombro esquerdo (8 horas na posição do relógio).
Passo 5 Prenda o ramo menor secundário, chamado hikae, no kenzan, ligeiramente à frente num ângulo de 75 graus (4 horas no relógio). Este ramo representa a terra.
Passo 6 Enfeite com algumas flores menores ou folhas de plantas para esconder o kenzan no vaso e adicionar profundidade. Estas flores de apoio são chamados de Jushi. Certifique-se que são mais curtos que os ramos principais e que a água ainda é visível. Não se preocupe com os espaços vazios. Eles são uma característica importante no arranjo.
Dica: As flores mais fechadas devem ser posicionadas mais altas e as mais abertas mais baixas. O tamanho das flores devem ser sempre a metade do tamanho dos galhos.
Passo 7  Seu Ikebana está pronto. Dê um passo para trás para ver como ficou.
Reorganize o Ikebana até que você esteja feliz e tranquilo.


O Ikebana é um arranjo para ser visto de frente, portanto, uma mesa central não é o local ideal para ele. Em vez disso, coloque-o em qualquer superfície bem iluminada ao lado de uma parede.

No Japão, os arranjos de Ikebana são normalmente colocados onde os hóspedes são recebidos, como uma forma de acolhê-los, portanto, um hall de entrada na sala de visitas é o lugar mais tradicional para mostrar a sua nova habilidade.

No entanto, você pode colocar o seu arranjo em qualquer sala onde se entretêm os convidados, para que eles possam apreciá-lo tanto quanto você.

Dica 2: Menos é mais no Ikebana. Com 3 flores, 3 ramos e umas folhas faz-se um lindo arranjo.

Inspire-se!

Ikebana ikebana
Ikebana  Ikebana

Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados